sábado, 15 de novembro de 2008

Fica Frio, Uma Breve História do Cool


Achei bem interessante

...Para muita gente, ser cool é ter uma etiqueta no jeans provando que a calça custou R$ 2 mil.
Em seu livro Fica Frio, Uma Breve História do Cool, o publicitário defende que o cool não é um produto que pode ser comprado. É uma atitude de rebeldia e, por isso mesmo, o importante é escapar de tudo aquilo que é vendido pela mídia como descolado...

...Também não adianta fazer barulho para mostrar o quanto você é cool, segundo Mora. "É como ser poeta. Ninguém pode se autoproclamar. As pessoas é que devem considerá-lo como tal", afirma. Por isso, quem se acha cool, na verdade, está mais distante de sê-lo. Alguns dos que quiseram construir essa imagem se deram mal. Foi o caso do ator Colin Farrell, que deixou que seus bajuladores vazassem que ele cheirava muita cocaína e bebia litros de uísque. A revista Esquire, percebendo a jogada de marketing, escreveu que era preciso o dobro das substâncias que ele dizia usar para conseguir assistir a qualquer filme dele...
Vou comprar esse livro pra passar tempo nas férias!

Um comentário:

lemousse disse...

00o0o, obrigada pela citação =)
tb to afimzona de comprar o livro...
um beijo